Livramento Hoje

Livramento Hoje



Resultado da busca pela categoria "politica"

Para Eduardo Cunha, prisão de Lula foi um 'absurdo'

Por: Gazeta do Povo   Segunda, 17.Maio.2021 às 14h00


Foto: Reprodução | Agência Brasil

O ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (MDB) afirmou que a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) após os desdobramentos da Lava Jato foi um "absurdo". Apesar disso, o emedebista, que também foi preso em decorrência das investigações da força-tarefa de Curitiba, descarta voltar a apoiar o PT. “Já vivi o PT. Não quero o PT de volta. Eu concordo que a prisão do Lula foi um absurdo, assim como a minha também o foi”, afirmou Cunha em entrevista à CNN Brasil. O ex-presidente da Câmara ainda avaliou que Lula e Bolsonaro terão de lidar com a rejeição do eleitorado em 2022. "O Bolsonaro só ganha a eleição se enfrentar o Lula e o Lula só ganha a eleição se enfrentar o Bolsonaro. Se Bolsonaro enfrentar qualquer outro vai perder, se Lula enfrentar qualquer outro vai perder. Tem anti PT e anti -Bolsonaro. Por isso que os dois vão para os segundo turno. Nesse momento, o antibolsonarismo está maior”, completou Cunha.

Datafolha: 49% apoiam impeachment de Bolsonaro, e 46% se dizem contrários

  Domingo, 16.Maio.2021 às 09h00


Foto: Reprodução | G1

Uma pesquisa do Datafolha divulgada no último sábado (15) pelo site do jornal "Folha de S.Paulo" informa que 49% dos brasileiros apoiam o impeachment do presidente Jair Bolsonaro e 46% se dizem contrários. O Datafolha ouviu 2.071 pessoas na terça (11) e quarta-feira (12) de forma presencial. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Os percentuais representam um empate técnico entre os que apoiam e os que são contrários ao impeachment de Bolsonaro. Pela primeira vez, entretanto, a fatia dos que apoiam o impeachment é maior que a dos contrários. Em resumo:
Sim, deveria sofrer impeachment: 49% (eram 46% em março)
Não deveria sofrer impeachment: 46% (eram 50% em março)
Não sabem: 4%

Lula lidera corrida eleitoral de 2022 e marca 55% contra 32% de Bolsonaro no 2º turno

  Quinta, 13.Maio.2021 às 07h00


Foto: Reprodução

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aparece com 41% das intenções de voto para a eleição presidencial de 2022 contra 23% do presidente Jair Bolsonaro, segundo pesquisa Datafiolha divulgada na última quarta-feira (12). Se ambos fossem ao segundo turno, o petista venceria por 55% a 32%. O levantamento sugere que, pelo menos por enquanto, os candidatos que se apresentam como centristas não conquistaram o apoio dos eleitores. Aparecem embolados: Sergio Moro, que até agora não manifestou intenção de concorrer à Presidência, com 7%; Ciro Gomes (PDT), com 6%; Luciano Huck (sem partido), com 4%; e João Doria (PSDB), com 3%. Como a margem de erro é de dois pontos percentuais, todos estão empatados tecnicamente. Na sequência, segundo o Datafolha, aparecem com 2%, Luiz Henrique Mandetta (DEM) e João Amoêdo (Novo). O Datafolha ouviu 2.071 pessoas em 146 municípios, de forma presencial, entre terça e quarta-feira.

Bahia tem 1,67 milhão de títulos eleitorais cancelados ou suspensos

  Quarta, 05.Maio.2021 às 16h00


Foto: Alan Rich | Livramento Hoje

De acordo com dados do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), o estado tem, atualmente, um total de 1.667.284 títulos cancelados ou suspensos. Este número não considera óbitos. Eleitores devem regularizar a situação no site do TRE. O título é cancelado quando o cidadão, com idade entre 18 e 70 anos, deixa de votar por três eleições consecutivas, sem justificativa. A situação acarreta em penalidades para o eleitor, que não estão vigentes no momento devido ao plantão extraordinário de TSE, para prevenir o contágio pelo novo coronavírus. Já a suspensão acontece quando o eleitor tem seus direitos políticos suspensos.

Durante Live Rui anuncia mudanças no secretariado, e confirma João Leão na Seplan e Leal na SDE

  Terça, 04.Maio.2021 às 19h30


Divulgação/Sandra Travassos | ALBA

Durante live na noite desta terça-feira (4), o governador Rui Costa (PT) anunciou mudanças em duas secretarias estaduais, ele informou que a Secretaria de Planejamento do Estado (Seplan) será comandada pelo vice-governador João Leão (PP), já a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) passa a ser chefiada pelo deputado estadual Nelson Leal (PP). De acordo com ele, “outras alterações serão feitas ao longo da semana e, eventualmente, na próxima semana a gente conclui”. Novas mudanças já deverão ser anunciadas entre quinta e sexta. As mudanças divulgadas nesta terça serão publicadas na edição do Diário Oficial do Estado de quarta (5). Na semana passada, Rui nomeou a major da Polícia Militar Denice Santiago – que foi candidata do PT a prefeita de Salvador – para a superintendência de Violência da Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA). Ela chegou a ser cogitada para assumir o comando da Casa Civil estadual e a Secretaria de Política para as Mulheres (SPM).