Corregedoria da PM abre processo disciplinar contra "policial cantor"

  Sexta, 12.Fevereiro.2021 às 10h00


Foto: Reprodução | Whatsapp

A Corregedoria da Polícia Militar da Bahia abriu um processo disciplinar contra o soldado Wellington Ferreira, lotado na 40ª CIPM do Nordeste de Amaralina. No meio artítico, ele é conhecido como Amado Cigano e tem um CD gravado. O policial ficou famoso após viralizar nas redes sociais em um vídeo cantando em um bar. O BNews teve acesso ao documento. A ação argumenta que o servidor estava em horário de serviço, fardado e não utilizava máscara de proteção, contrariando as orientações sanitárias da pandemia. Procurado pela reportagem, Wellington Ferreira afirmou que não tem autonomia para comentar o caso e que aguarda os desdobramentos da apuração. "As atitudes serão apuradas e que no final seja feita a vontade de Deus", limitou-se. O episódio ocorreu na noite do dia 29 de janeiro, na região de Itapuã. Os PMs pararam no bar para comprar água, quando um fã reconheceu o soldado, que nas horas vagas costuma cantar, e pediu para ele executar o trecho de uma música. Ele atendeu ao pedido sob apoio dos colegas. O vídeo viralizou e o fato não foi bem aceito pelos membros de patente alta corporação.