PF deflagra operação contra fraudes em licitações em prefeituras do Sudoeste da Bahia

  Quinta, 11.Fevereiro.2021 às 10h00


Foto: Divulgação

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quinta-feira, 11, uma operação denominada Backstage, contra fraudes em licitações e desvios de verbas públicas sob o comando do ex-prefeito Fernando Laranjeira de Palmas de Monte Alto, no Sudoeste baiano. Ao todo, são cumpridos um mandado de prisão preventiva e 12 de busca e apreensão em Palmas de Monte Alto e nos municípios de Sítio do Mato, Bom Jesus da Lapa, Guanambi, Pindaí e Sebastião Laranjeiras. Com cerca de 70 policiais federais participando do cumprimento dos mandados judiciais, a operação começou a investigar o caso em meados de 2019, baseada na notícia de supostas irregularidades em tomadas de preços feitas pela prefeitura de Palmas de Monte Alto, com indicações de favorecimento de uma determinada empresa. De acordo com a Polícia Federal, os processos se referem à construção de Unidades Básicas de Saúde, quadras esportivas e uma praça. Após a análise dos editais das licitações mencionadas se apurou que a prefeitura de Palmas de Monte Alto celebrou com a empresa vencedora (a única participante dos certames) contratos que totalizam R$ 3.153.924,29, custeados com recursos federais oriundos do Sistema Único de Saúde (SUS) e Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (FUNDEB). As licitações, ainda conforme as investigações, eram direcionadas pelos então gestores municipais e/ou seus emissários e as tratativas sobre as fraudes eram realizadas com os empresários beneficiados em reuniões prévias e secretas. As licitações eram então preparadas por um dos investigados de nome não figurado nos documentos, atuando de maneira escamoteada. Foi descoberto também, nas licitações,  que emissário do então gestor municipal atuou com o objetivo de instruir as testemunhas e/ou investigados que eram intimados a prestar depoimento na PF.