Livramento Hoje

Livramento Hoje



Árvore da Índia ameaça o bioma da caatinga no Brasil

Por: Raimundo Marinho | Mandacaru da Serra   Sexta, 01.Junho.2018 às 08h30


Foto: Reprodução | Mandacaru da Serra

O chamado Nim indiano ou Azadirachata indica A. juss, adotado no Brasil como redenção de regiões semiáridas, transformou-se em ameaça e vilão destruidor do ecossistema, notadamente o bioma da caatinga. Dizia-se ser planta de múltiplo aproveitamento, na indústria farmacêutica, cosmética, forrageira, madeireira e, principalmente, como eficiente inseticida natural, em substituição aos agrotóxicos. Controlaria lagartas, gafanhotos, besouros, pulgões, ácaros, mosca branca, bicudo do algodoeiro e pragas de grãos armazenados. Seria carrapaticida e vermífugo, sem afetar mamíferos, pássaros nem peixes. Mas essa larga utilidade passou a ser apontada como poderosa ameaça, pois a planta destrói tanto o que é ruim como o que é bom para lavouras e florestas, como os polinizadores, entre eles, as abelhas. Sua flor é atraente e tóxica. Ao posar nela, os insetos se intoxicam e ainda levam o veneno para os ninhos, ampliando a eliminação, segundo levantamentos já feitos por técnicos da Embrapa. A planta foi trazida para Livramento de Nossa Senhora, Bahia, pela então EBDA (Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola), quando Emerson Leal era presidente, com mudas experimentais na zona rural. A iniciativa ganhou destaque na Câmara de Vereadores, sessão de 16.03.2009, graças ao veemente empenho do vereador Paulo Lessa Pereira, com adesão de alguns pares, como João Amorim e Almir Cândido. Eles foram à sede da EBDA, em Salvador, para solicitar a distribuição de mudas da planta, em Livramento. Na época, este site divulgou a movimentação, também vendo a iniciativa como positiva. Atualmente, o Nim invadiu também a zona urbana, plantado pelos moradores, em perigosa proliferação, sem qualquer controle do Poder Público. A Câmara e os vereadores, antes a favor, agora estão contra. Na sessão do último dia 25, eles votaram, por unanimidade, a Indicação nº 14/2018, do vereador Josemar Miranda, para que a Secretaria Municipal de Agricultura investigue os possíveis danos ambientais causados pelo Nim. Paulo Lessa, omitindo que foi um dos responsáveis pela vinda da planta para o município, parabenizou o colega Josemar, reconhecendo que a situação atual “é extremamente preocupante”.​

Comentários


Os comentários dos participantes responsabilizam apenas os seus autores, não podendo ao Livramento Hoje de algum modo ser atribuída responsabilidade pelo conteúdo daqueles.