Livramento Hoje

Livramento Hoje



Livramento: Realização da Feira do Brás provoca indignação na CDL e Comerciantes

  Sexta, 29.Maio.2015 às 22h03


Foto: Patrick Cassiano | Livramento Hoje

Que a economia brasileira não vai bem, todo mundo sabe. Aos poucos, diferentes setores da cadeia produtiva vão sentindo o impacto deste momento econômico e os comerciantes também começam a se queixar da queda nas vendas. Apesar de todo este contexto, uma feira itinerante conseguiu autorização da Prefeitura para se instalar mais uma vez em Livramento de Nossa Senhora. A feira acontecerá neste final de semana, concorrendo frontalmente com os comerciantes livramentenses, que pagam todos os tipos de impostos em alguns casos ,aluguéis caríssimos e geram emprego para pessoas da cidade. A “Feira do Brás”, formada por comerciantes de um famoso polo de vendas de São Paulo que fica no bairro do Brás, chama atenção de curiosos e compradores atraídos pelos preços baixos das roupas, calçados e bijuterias. Os feirantes usaram alguns meios de comunicação para fazer propaganda, no centro da cidade na véspera do início das atividades. Mas foi suficiente para causar ainda mais indignação dos comerciantes locais que, devidamente estabelecidos e arcando com alta carga de impostos não puderam evitar que comerciantes de fora, que não geram nenhuma riqueza para o município divulgassem a venda de produtos, alguns deles contrabandeados na frente de suas portas. Nesta sexta-feira (29), Presidente e associados a CDL de Livramento, estiveram na câmara de Vereadores, onde pediram a os vereadores presentes, todos contra a feira uma intervenção. O vereador José Araújo em sua fala disse "que não aconselha seus amigos a visitar essa tal feira, que não traz benefícios e desenvolvimento para nossa cidade, então, precisamos lutar para que caso volte a Livramento uma feira como essa, que sua autorização para funcionar passe pela aquela casa legislativa e também pela CDL." O presidente da CDL, Antônio Roberto de Souza, demonstrou também a sua indignação com a realização da feira. “Não precisamos de feira, temos filiados gerando emprego, investindo na cidade, gerando renda. Não temos medo de concorrência mais sim de uma concorrência desleal”. Paulo Lessa, presidente da câmara destacou que o Legislativo não pode intervir porque o executivo tem a força maior diante desse caso.


Foto: Patrick Cassiano | Livramento Hoje

Comentários


Os comentários dos participantes responsabilizam apenas os seus autores, não podendo ao Livramento Hoje de algum modo ser atribuída responsabilidade pelo conteúdo daqueles.