Livramento Hoje

Livramento Hoje



Resultado da busca pelo arquivo de "02/2018"

Previdência Social perde cerca de 1,1 milhão de contribuintes, segundo IBGE

Quinta, 01.Fevereiro.2018 | 10h30
Por: Estadão Conteúdo


Foto: Alan Rich | Livramento Hoje

A redução no total de postos de trabalho com carteira assinada no País diminuiu o porcentual de ocupados que contribui para a Previdência Social. A fatia de contribuintes da Previdência na população ocupada caiu de uma média de 65,5% em 2016 para 64,1% em 2017, segundo os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgados nesta quarta-feira, 31, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A população de ocupados que contribui para a Previdência brasileira passou de 59,210 milhões em 2016 para 58,114 milhões no ano passado, cerca de 1,1 milhão de pessoas a menos. “Houve aumento de empregos sem carteira, de trabalhadores por conta própria e de emprego doméstico. Por mais que seja uma forma de sobrevivência, essas pessoas não estão contribuindo para a Previdência. Não é bom para a pessoa, não é bom para o País, não é bom para ninguém”, ressaltou Cimar Azeredo, coordenador de Trabalho e Rendimento do IBGE. A redução da formalização do emprego e a maior insegurança sobre a renda familiar também reduzem o ímpeto de contribuição de quem trabalha na informalidade, acrescentou Azeredo. Segundo o pesquisador, há um processo em curso de recuperação do mercado de trabalho em 2017 em relação ao auge da crise, mas persistem alguns pontos negativos, entre eles o fechamento de vagas com carteira assinada no setor privado.“Na retrospectiva de 2016, o quadro era bem mais complicado. Você fecha o ano de 2017 no vermelho, mas com gravidade menor”, disse Azeredo.

Livramento: Chuva forte acompanhada com raios e trovões provoca estragos em Ruas e Bairros

Quinta, 01.Fevereiro.2018 | 10h00


Foto: Alan Rich | Livramento Hoje

Na tarde desta quarta-feira (31), por volta das 15:30 horas, começou a chover forte em Livramento de Nossa Senhora. A chuva que durou aproximadamente uma 1h20m, provocou alagamentos e estragos. Em alguns pontos a agua invadiu residências e comercio. Parte de uma casa foi derrubada pela força da agua na rua José Alto de Souza Meira, no centro da cidade, no momento uma senhora que estava na residência foi socorrida por vizinhos, uma ambulância do SAMU192 foi acionada e encaminhando a mesma que teve ferimentos leves para UPA24H. O mês de janeiro foi marcado por poucas chuvas e bastante calor, a expectativa é que no mês de fevereiro seja registrado cerca de 180mm, amenizando a longa estiagem que assola o semiárido baiano. De acordo com os institutos de meteorologia deve continuar chovendo pelo menos até a próxima sexta-feira (09) e as temperaturas nesse período pode variar entre 21 C e 31C. 


Foto: Alan Rich | Livramento Hoje

Carga de whisky avaliada em R$ 85 mil é achada em galpão

Quinta, 01.Fevereiro.2018 | 09h30
Por: G1


Foto: Divulgação | SSP

Uma carga de whisky avaliada em R$ 85 mil foi achada dentro de um galpão na cidade de Feira de Santana, a 100 quilômetros de Salvador. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), as 771 caixas da bebida foram roubadas durante assalto a um caminhão. Segundo a SSP, três suspeitos foram presos. Tiago Tauan Santos, Rogério da Silva Oliveira e Railan de Jesus Rezende integram uma quadrilha que agia na região do município de Planaltino, distante 320 quilômetros de Salvador. A SSP informou que o caminhão roubado foi interceptado na BR-324 com ajuda do rastreador. Tiago Tauan Santos, que dirigia o veículo, iria entregar parte da carga roubada. Após a prisão, ele indicou o local utilizado para armazenar o restante dos whiskys e outras duas pessoas foram presas. Na delegacia, o trio negou ter efetuado o roubo, mas foi reconhecido pelo casal dono do caminhão e vítimas do assalto. Os investigadores descobriram que Rogério já tinha passagem pela polícia por porte ilegal de arma (flagrado com uma pistola), na cidade de Vitória da Conquista, sudoeste da Bahia.

Ipirá: Homem acusa negligência em caso de grávida morta em hospital municipal

Quinta, 01.Fevereiro.2018 | 09h00
Por: Francis Juliano


Foto: Reprodução | Google Maps

A morte de uma mulher durante trabalho de parto no hospital municipal de Ipirá, na Bacia do Jacuípe, chamou à atenção de moradores locais. O óbito ocorreu no final da tarde da última segunda-feira (29). Jacira Costa dos Anjos Néri deu entrada na unidade de saúde para realizar o parto, mas não sobreviveu. Segundo o marido da gestante, Joecélio da Cruz Néri, o procedimento foi feito sem cuidados básicos, como a existência de esterilização. A criança sobreviveu. “Como é que um hospital que se diz realizar cirurgias, não tem um parelho de esterilização de materiais”, diz Joecélio Néri em mensagem de WhatsApp viralizada. Ainda segundo relato do marido da vítima, ele teve de se deslocar até o distrito do Bravo, na cidade de Serra Preta, para buscar material de esterilização como teria sido pedido pelo hospital. “Fizeram esse parto quando cheguei minha esposa já estava morta. O bebê tava [sic] jogado em uma cama todo descoberto, tremendo, chorando [...] isso é forma de tratar pacientes e seres humanos?”, questiona. Procurado pelo Bahia Notícias, o hospital, através da coordenadora de enfermagem, Silvana Matos, negou as acusações. Segundo ela, o óbito ocorreu “devido a complicações no momento da cirurgia” pelo fato de a paciente ser hipertensa. Marques também disse que profissionais da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) foram ao local para auxiliar no procedimento, mas a gestante não resistiu. “Foi tentado a reanimação, a equipe médica fez todo o possível, mas infelizmente não conseguiu. Não faltou nada da parte do hospital”, declarou. Outra gestante, também do povoado do São Roque, segue internada nesta quinta-feira (1°) com uma infecção urinária.